Buscar
  • Cunha Law - Editor

Ciclo Econômico Para Advogados


O ciclo econômico descreve a ascensão e queda na produção de bens e serviços em um dado período, geralmente são medidos usando as variações do produto interno bruto (PIB) corrigido pela inflação real, incluindo a produção interna do país, e o terceiro setor. Os ciclos são formados por períodos de expansão, quando há crescimento econômico, e, quando há retração econômica, períodos de declínio ou contração.


Quando há expansão, empregos, produção e vendas aumentam, enquanto em períodos de recessão, estes diminuem. Desde os anos 90, nos EUA, o mercado tem experimentado um aumento nos meses de expansão, de 58 para 95 meses, e mantido os meses de recessão desde quando começaram a ser medidos, em 1945: 11 meses.


É influenciado por diversos fatores, após a Segunda Guerra Mundial, as expansões foram associadas principalmente ao crescimento populacional, à expansão urbana e ao advento do consumismo, porém, na década de 1970, o crescimento veio mais do crédito injetado no mercado pelas dívidas de consumidores, hipotecas, empréstimos comerciais e industriais, seguidos pela especulação criada pelo advento da internet e posteriormente, antes da crise de 2008, pelo crescimento da hipoteca nos mercados americanos. A política fiscal e regulatória, a tecnologia e a demografia também afetam o ciclo de negócios, assim como eventos externos.


Recessões podem causar um tremendo impacto nos mercados de ações. A maioria dos principais índices de ações em todo o mundo sofreu declínios de mais de 50% no período de 18 meses da Grande Recessão, que foi a pior contração global desde a Depressão dos anos 1930.

Para saber mais: https://www.investopedia.com/terms/b/businesscycle.asp?utm_source=term-of-the-day&utm_campaign=bouncex&utm_term=15908242&utm_medium=email

12 visualizações

MARQUEI​

CNPJ nº.: 34.924.976/0001-72

CONTATO

(11) 99599-9820

(62) 98110-7572

contato@marquei.me

©2020 by Marquei.

Todos os direitos reservados